DISCO OU ROCK?

O BLOCO TEMÁTICO do ROCK MIX deste sábado é : “DISCO ou ROCK?”

Final dos anos 70 início dos anos 80 a DISCO MUSIC invadia as paradas de sucesso. E com isso, muitas bandas de rock foram de alguma forma influenciadas pelo novo gênero musical ou por sua gravadoras ou por seus produtores!

E se você perdeu o nosso MINI ESPECIAL, não fique triste! Abaixo você poderá conferir tudo que rolou!

Apresentação LEANDRA CORTES e produção de PABLO MATHIAS!

Abrindo o nosso MINI ESPECIAL de hoje (26/09) KISS com I WAS MADE FOR LOVIN YOU!

A faixa I WAS MADE FOR LOVIN YOU faz parte do disco DYNASTY que é sétimo álbum do KISS e foi lançado um ano depois dos quatro álbuns solo, é conhecido como o “RETORNO DO KISS”.  

Como pode-se perceber I WAS MADE FOR LOVIN YOU inspira-se fortemente na DISCO MUSIC, estilo que era popular nos EUA na década de 1970 quando a música foi gravada.  

PAUL STANLEY, afirmou que I WAS MADE FOR LOVIN YOU foi um esforço consciente de sua parte para provar como era fácil de escrever e gravar um hit que fosse baseado na música disco. E tanto foi verdade que I WAS MADE FOR LOVIN YOU foi o segundo single a ganhar ouro da banda e vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Vocês também ouviram,  DAVID BOWIE com LET´S DANCE que é faixa título do décimo quinto álbum de estúdio do camaleão do ROCK, lançado em 1983! 

É óbvio que com uma discografia bem experimental, que BOWIE iria flertar com DISCO MUSIC. E por isso, muitos consideram seu álbum DISCO MUSIC como um período de mera expressão artística do cantor. Mesmo assim, o camaleão acabou sendo, sim, inspirado pelo estilo que estava em alta no início da década de 80.

E esse resultado  vocês conferem no álbum LET´S DANCE. Mas vale lembrar que o direcionamento musical de BOWIE não foi só influenciado não só por questões artísticas! E sim por objetivos comerciais.  Pois  os álbuns LODGER de 1979 não fez tanto sucesso, enquanto SCARY MONSTERS AND SUPER CREEPS de 1980 emplacou, em especial, graças ao single ASHES TO ASHES.

Sendo assim, BOWIE precisava dar uma resposta à sua gravadora (EMI), que o contratou sob um orçamento de US$ 17,5 milhões.  E de fato ele deu! 

Pois LET’S DANCE é um de seus álbuns de maior sucesso comercial. E ainda sim, com todo sucesso comercial, LET`S DANCE, foi um momento isolado, pois o registro seguinte, TONIGHT de 1984, já não traz quase nada da DISCO MUSIC – ainda é POP, mas com bases mais estabelecidas no R&B e na SOUL MUSIC.

Tivemos ainda no nosso MINI ESPECIALDISCO ou ROCK o som da BLONDIE com HEART OF GLASS!  

A faixa HEART OF GLASS faz parte do disco PARALLEL LINES, o terceiro álbum de estúdio da banda, lançado em 1978.

PARALLEL LINES foi um trabalho divisor de águas na carreira da banda e de fãs também. Afinal, para uma banda que lutava para se firmar como uma banda PUNK ao lado de bandas como RAMONES migrava para o POP ROCK por influência do produtor do disco MIKE CHAPMAN.

Rolamos ainda RHYTHM MACHINE do BAD COMPANY que como pelo próprio título indica poderia ser perfeitamente uma música da DISCO MUSIC. 

RHYTHM MACHINE do BAD COMPANY faz parte do álbum DESOLATION ANGELS que é o quinto álbum de estúdio da banda, e foi lançado a 17 de Março de 1979.

O título foi inspirado no livro homônimo de JACK KEROUAC, publicado em 1965. 

Vale lembrar, que mesmo flertando com a DISCO MUSIC e com o uso de sintetizadores, é considerado o último álbum forte da BAD COMPANY com a formação original.

E vocês o que acham deste álbum? Deixem aí seus comentários!

Tivemos ainda THE ROLLING STONES com MISS YOU do aclamado álbum  SOME GIRLS de 1978.

 E como a DISCO MUSIC era uma FEBRE, até os ROLLING STONES entraram de cabeça na DISCO MUSIC.  Mas uma banda como os STONES, não iria fazer isso de qualquer jeito! Se era para fazer, eles fizeram bem feito e com muita classe, sem deixar as características do gênero tão evidentes.

Antes de incluir esses elementos da DISCO MUSIC em suas composições, os ROLLING STONES começaram a ser taxados de “banda datada” na metade da década de 1970, devido a álbuns como IT’S ONLY ROCK N’ ROLL de 1974 e BLACK AND BLUE de 1976.  Que são excelente trabalhos, mas, de fato, apara crítica especializada e até mesmo alguns fãs fervorosos soam menos inspirados do que os álbuns STICKY FINGERS de 1971 e EXILE ON MAIN ST. de 1972.

E foi justamente devido a essas críticas que o ROLLING STONES se apropriaram de alguns elementos da DISCO MUSIC para apresentar algo diferente. Foi justamente que daí que saiu o álbum SOME GIRLS de 1978, que traz pitadas mais generosas de R&B e canções mais dançantes como MISS YOU que vocês conferiram!

E com isso, o reconhecimento comercia, da crítica e dos fãs chegou, colocando a banda na primeira posição nas paradas de sucesso nos Estados Unidos e Canadá com diversos SINGLES emplacados por todo o mundo!  A época os críticos dissertam que SOME GIRLS era o melhor trabalho dos STONES desde o álbum EXILE ON MAIN ST. (1972). 

Tanto que rolou até uma indicação ao GRAMMY DE ÁLBUM DO ANO, em 1979  ( que foi o único dos ROLLING STONES a concorrer ao prêmio).  Vale lembrar, que o STONES perderam para trilha sonora do filme SATURDAY NIGHT FEVER naquele ano.

Sendo assim, a banda preservou os elementos da DISCO MUSIC foram preservados em algumas músicas do álbum seguinte (EMOTIONAL RESCUE de 1980).

Rolamos também ROD STEWART com DA YA THINK I’M SEXY? do aclamado e controverso álbum BLONDES HAVE MORE FUN, lançado em 1978! 

A verdade, que até flertar com A DISCO MUSIC, o cantor tinha uma carreira consistente no rock, com oito álbuns solo, isso sem contar sua carreira ao lado da banda THE FACES.

Porém, em 1978, com o lançamento do álbum BLONDES HAVE MORE FUN,  que flertava diretamente com o ritmo fez com que ROD STEWART fosse execrado pela crítica e pelos fãs de longa data. 

Mas nem tudo foi ruim, pois ainda sim BLONDES HAVE MORE FUN  conquistou um novo público na carreira do cantor! Com o sucesso comercial do álbum nos Estados Unidos, em diversos países europeus, como França e Alemanha – além, é claro, do Reino Unido (que é a sua terra natal) fez com que ROD STEWART abandonasse de vez o HARD ROCK e mergulhasse numa carreira baseada no POP ROCK, sempre com influências evidentes da BLUE-EYED SOUL!

Tocamos também BODY LANGUAGE do QUEEN, faixa que faz parte do malfadado álbum HOT SPACE, lançado em 1982!

Enquanto para  ROD STEWART e os STONES  a formula de flertar com a DISCO MUSIC, deu  muito certo,  já para QUEEN a coisa não funcionou tão bem! 

Sabem aquele ditado que “O mundo dá voltas, então, nunca diga nunca”? Então, a tais ditados, tão clichês, são úteis para explicar a relação entre a banda QUEEN e os SINTETIZADORES.

Durante os anos 70, o QUEEN parecia ter uma certa aversão ao uso sintetizadores. Era quase uma de espécie de “POLÍTICA ANTI-SINTETIZADORES”.  

Contudo, essa regra mudou no álbum THE GAME de 1980, com o uso de  e sintetizadores  em faixas como:  PLAY THE GAME e SAVE ME. E a “quebra da regra” deu tanto certo que o álbum THE GAME fez muito sucesso, no embalo da dançante ANOTHER ONE BITES THE DUST.

Convictos de que o sucesso se repetiria, o QUEEN, em HOT SPACE de 1982, apresentou uma notável mudança na direção musical em relação aos seus trabalhos anteriores, empregando muitos elementos da DISCO MUSIC, FUNK, RHYTHM AND BLUES, DANCE E POP.

Com isso, HOT SPACE, acabaria se tornando o álbum álbum mais DISCO MUSIC do QUEEN. Infelizmente, a experiência não deu certo, pois tanto a crítica e fãs reprovaram HOT SPACE, que não repetiu o sucesso do álbum anterior (o disco THE GAME de 1980).

Tivemos também, OLD TIME ROCK AND ROLL do BOB SEGER, faixa que faz parte do álbum STRANGER IN TOWN, lançado em 1979.

Tocamos também EMINENCE FRONT do THE WHO, faixa que faz parte do décimo álbum de estúdio da banda chamado IT´S HARD, lançado em 1982.  

Juntamente com outros grandes nomes do ROCK, como BOB SEGER , FRANK ZAPPA, a banda THE WHO, debocharam da onda DISCO. BOB SEGER em OLD TIME ROCK AND ROLL que falamos acima e o THE WHO na faixa SISTER DISCO do WHO ARE YOU de 1978. 

Porém,   04 anos depois,  foi vez do THE WHO ceder aos “embalos de sábado a noite” com EMINENCE FRONT,  que contem alguns elementos da DISCO MUSIC.

Já que falamos de FRANK ZAPPA , não poderíamos de ao menos fazer a menção honrosa do músico aqui em nosso MINI ESPECIAL!

FRANK ZAPPA com DISCO BOY de seu seu álbum ZOOT ALLURES de 1976, parodiou o estilo de vida dos dançarinos  em DISCO BOY e mais tarde ele faria novamente na faixa DANCIN ‘FOOL, no álbum SHEIK YERBOUTI de 1979. 

Confira agora FRANK ZAPPA com DISCO BOY!

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Sobre Nós

  • Nossa História

    A RockFm Brasil, a rádio que tem Rock, até no nome, é a maior webrádio do País no segmento.
    Com uma linguagem inovadora, com uma programação que passeia do Independente ao clássico, da vanguarda ao metal extremo, com espaço até aos hatter’s, sempre com a responsabilidade de trazer um rock de verdade.
    A RockFm Brasil, é feita por roqueiros, com alma camisa preta, que entendem que jamais o rock morrerá, que temos espaço para todas as vertentes, que viaja entre o passado, presente e sempre de olho no que está por vir, uma programação renovada, atualizada .
    A RockFm Brasil, é #simplesmenterock
    “…é só uma rádio na web eles disseram…”

  • Redes Sociais

    O que role a página da Rock FM